COMO SE TORNAR UM LÍDER MOTIVADOR DE ALTA PERFORMANCE?

by Elizangela Barbosa

COMO SE TORNAR UM LÍDER MOTIVADOR DE ALTA PERFORMANCE?

by Elizangela Barbosa

by Elizangela Barbosa

Para que seja possível desenvolver estes pilares, sempre partimos do princípio de que todos nós somos incapazes de lidar com o outro, se não lidamos com as nossas emoções. Precisamos praticar o autoconhecimento para partirmos para o autodesenvolvimento.

A nossa criação e o sistema educacional, exceto em algumas formações e especializações, dão pouca ênfase no autoconhecimento, autodesenvolvimento e no controle emocional, muito foco no QI e pouco estimulo no QE e acaba gerando um efeito dominó, pessoas altamente desenvolvidas tecnicamente, porém com pouca ou zero bagagem em controle e administração de comportamentos e emoções.

Quando assumimos um cargo de gestão, o que entra em ação?

  • Nossa formação técnica;
  • Nossos espelhamentos (pais, professores, primeiro líder);
  • Nosso contexto de vida, que, muitas vezes, potencializa nossa principal característica e comportamento.

Na maioria dos casos, isso não ocorre de forma positiva, porque, mais uma vez, não fomos estimulados e capacitados a lidar com as nossas emoções e ter conhecimento de nossos comportamentos.

Além destes pontos que nos compõem, nossas características e comportamentos são potencializados pelo dia a dia de um líder:

  • Metas;
  • Políticas Organizacionais;
  • Planejamento e Gestão do Negócio;
  • Recebe Ordens e precisa Executar;
  • Administrar conflitos;
  • CEREJA do bolo, diante de tudo isso, administrar as minhas emoções e comportamentos e administrar as emoções e comportamentos dos outros.

Desafiador, não acha? Em muitos momentos, questionamo-nos e chegamos à conclusão de que é muita coisa para uma única mente. 

Os pontos motivadores vêm sendo mudados a cada geração e acompanhar esta dinâmica tem sido um dos maiores desafios das organizações, um simples exemplo:

Antes, tarefa dada era tarefa cumprida.

Hoje, missão dada é missão cumprida, porém, com algumas explicações: Por quê? Qual a importância da missão? Qual o propósito?

Todas as gerações exigiam e exigem nossas habilidades em gerir emoções, porém, este ponto vem aumentando a cada geração e acompanhar esta dinâmica sem equilíbrio é impossível.

Todas as gerações tiveram e têm seus pontos fortes e pontos a serem desenvolvidos, e quem está à frente de times é responsável por esta grande missão: entender, compreender e adequar-se a estas mudanças.

Muitos estudos de grandes instituições – Universidade Havard é uma delas – vêm sinalizando, nos últimos anos, que, para melhor engajamento, motivação e melhores resultados dentro de uma organização, faz-se necessário o foco nas emoções e comportamentos. Cada vez mais, as organizações terão que investir em uma estrutura de líderes capazes de lidar com as emoções e comportamentos do outro, em todos os relacionamentos, seja com os liderados, seja com seus pares ou superiores.

Organizações respeitadas em nosso meio corporativo estão utilizando de ferramentas e metodologias com foco em emoções e comportamentos, algumas delas são:

  • Mindfulness (Atenção plena);
  • Processos de coaching focado em comportamentos de líderes;
  • Constelação sistêmica organizacional.

Todas estas ações trabalham o equilíbrio emocional. Agora, como o líder pode atuar com as emoções do outro se não se conhece por completo?

Cinco perguntas básicas para uma breve autoanálise de como as suas ações, decisões e comportamentos têm afetado seus resultados profissionais e pessoais. 

  1. Você sabe qual é o seu estilo de liderança?
  2. Você tem ciência e domínio de suas emoções e comportamentos?
  3. Como é o seu relacionamento com liderados, pares e superiores?
  4. Você sabe como você reage diante de um conflito?
  5. Você sabe qual é o impacto de suas atitudes no ambiente organizacional e em seus relacionamentos?

Para que você identifique qual seu estilo de liderança e como seus pontos positivos e pontos ofensores podem estar impactando os seus resultados na empresa, na sua vida profissional e em seus relacionamentos, é necessário o autoconhecimento seguido de reconhecimento. Somente desta forma é possível ter a mente aberta para uma mudança consistente com um excelente plano de ação para o futuro.

A Amplie Consultoria em seus Treinamentos de Desenvolvimento e Capacitação de Líderes aborda, profundamente, estes pontos e lhe oferece toda estrutura e assessoria para um plano de ação sustentável, eficaz, focado na mudança e no aprimoramento.

Nosso foco é proporcionar conhecimento, reconhecimento, estrutura de desenvolvimento e potencializamos seu poder de ação para:

  • Ativar sua inteligência racional, emocional e operacional;
  • Ter o perfil de liderança alinhado com cada momento e situação;
  • Atuação de liderança coaching;
  • Superar conflitos;
  • Ter capacidade de planejamento e saber implantar decisões; 
  • Melhorar seus relacionamentos;
  • Entender e superar dificuldades que surgem do relacionamento entre razão, emoção e operação;
  • Ter maior visão e consciência sobre suas emoções, atitudes e comportamentos, trazendo maior clareza para que as decisões sejam mais assertivas e menos impactantes.

Autora: Elizângela Barbosa.

Foi líder nos últimos 12 anos no mundo corporativo. Por ter identificado, no passado, muitos pontos ofensores em sua gestão, optou por se aprofundar no assunto que estuda há 7 anos. Está se reciclando constantemente junto às melhores e mais confiáveis instituições do pais. Fundadora da Amplie Consultoria Empresarial, que oferece serviços de: Gestão Comercial, Desenvolvimento e capacitação de líderes, Desenvolvimento de pessoas. Tem como metodologia de trabalho o Desenvolvimento Humano eficaz e sustentável e não a motivação temporária.

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Top